Ex-funcionários do Consórcio Siga protestam por dívida trabalhista

Publicado por em 23 de janeiro de 2020

Ex-funcionários do Consórcio Siga fizeram uma manifestação nesta quinta-feira (23), em  frente à antiga sede da Empresa Glória, no bairro Itoupava Norte. O protesto marca os quatro anos da rescisão do contrato da prefeitura com as empresas do transporte coletivo de Blumenau.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Coletivo de Blumenau e Gaspar (Sindetranscol), as dívidas trabalhistas ultrapassam R$ 30 milhões. Somente a Empresa Glória deve aos ex-funcionários, R$ 21 milhões de FGTS, não depositados.

O alvo dos protestos é o executivo blumenauense. Para a direção do sindicato, o ex-prefeito Napoleão Bernardes foi um dos principais culpados pela rescisão do contrato com o Consórcio Siga. A decisão levou a Empresa Glória à falência e deixou os trabalhadores sem receber.  

Antiga sede da Glória

Sindicato e trabalhadores buscam na justiça uma alternativa para venda da antiga sede da empresa, na Rua 2 de Setembro. O imóvel pertence a um banco, por contrato de garantia. Atualmente o prédio está abandonado e é usado por moradores de rua e usuários de drogas.

Foto: Cristiano Silva / Rádio Menina FM


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista