Ácido Úrico – Ministro do Turismo veio para BC. E agora?

Publicado por em 14/05/2021

A visita do Ministro do Turismo a Balneário Camboriú deixou um ar de mais do mesmo dentro das necessidades da nossa cidade, propriamente dita. O evento contou com muita pompa e bons discursos, mas sem muitas expectativas. E a grande novidade, não veio.

Sem destaques

O Ministro do Turismo esteve em Balneário Camboriú em um evento cheio de pompas. Ele conheceu o Centro de Eventos que chamo carinhosamente de “Galpão do Pirica”. O ministro conheceu também o projeto de alargamento e reurbanização da orla de Balneário Camboriú. Na mala o Ministro trouxe mais de 1,3 bilhão de reais em linhas de crédito para o setor do turismo e nada mais.

Esperança

Esperávamos algo a mais. Principalmente sabendo que a tarde seria inaugurada uma obra de 2,7 milhões em Bombinhas que foi bancada com recursos do Ministério do Turismo. Na cidade vizinha também seria lançado mais 4,6 milhões de reais em investimentos do ministério em infraestrutura. Mas e para BC, veio o que? O ministro elogiou e garantiu a abertura ainda esse ano. Mas não é o Estado de SC que está cuidando disso? Ou o Governo Federal vai intervir e fazer a coisa acontecer?

Não veio

Uma grande novidade, que era mantida a sete chaves, não veio. A assinatura de um termo de compromisso para investimentos federais na reurbanização da orla da Praia Central, que deveria ser assinada hoje, não aconteceu. A ideia era o Ministério do Turismo ajudar a bancar a reestruturação com recursos da pasta, mas frustrou. Quando eu soube, até tentei ligar para o prefeito para saber de mais detalhes do “pedincho”. Mas sem sucesso no contato. A visita ficou por isso mesmo.

Sem nenhum quitute na mala para a nossa cidade, a comitiva seguiu para as cidades vizinhas. Lamentável.

Cazuza tinha razão e foi profeta dos dias atuais

Nos bastidores da visita, os vereadores da oposição ficaram fulos da vida pelo fato de não serem convidados para acompanhar a visita do ministro. Nenhum convitezinho, nadica de nada. Dizem que só os vereadores de situação foram chamados para o evento e contou com vários papagaios de pirata. Quanta dificuldade em construir, meu Deus.

Os vereadores revoltados passaram o dia cantando Cazuza. “Não me convidaram, para esta festa pobre”.

Ideologia

Seguindo os pensamentos de Cazuza, e lembrando da música “Brasil”, lembro do refrão. “Brasil, mostra tua cara, quero ver quem paga, para gente ficar assim”. É isso que eu tenho visto na CPI do COVID que acontece em Brasília. Ver Renan Calheiros interrogando pessoas, me faz ter vergonha de ser brasileiro.

Dentro desta CPI, vi a grande imprensa dar destaque para a reunião com a Pfizer que o presidente não foi no ano passado. Mas não vejo a imprensa destacar a parte que o representante da farmacêutica falou que a vacina só pôde ser comercializada neste ano. Se não poderia comprar, e na época os testes sequer estavam prontos, porque o presidente iria na reunião? “Ideologia, eu quero uma pra viver”

Bomba no SISECAM

Tive acesso a alguns documentos que revelam uma verdadeira balbúrdia com o dinheiro do servidor, descontado em folha através da contribuição sindical, em Camboriú. Filé duplo, pitaya, castanha de caju, cerveja, sorvete, dobradinha e calabresa, estão entre os itens comprados pelo sindicato para o dia a dia e para prováveis churrascos. Sem contar os lanches, quase diários, para os dias de trabalho do sindicato. 2020 foi recorde de gastos.

A lista contém alimentos que, aposto com quem quiser, não está na mesa de pelo menos 90% do funcionalismo que banca essa mamata. Estou ainda lendo a pilha de documentos e trago mais detalhes em breve.

Nepotismo em Itajaí

Um projeto de lei da vereadora Anna Carolina deu o que falar na sessão de ontem da Câmara de Itajaí. A proposta que visava acabar com nepotismo e nepotismo cruzado nas entidades públicas, acabou em discussão e agressão. O vereador Osmar Teixeira foi achincalhado por alguns presentes após apoiar o projeto da vereadora.

O que me admira, é ter que fazer uma lei municipal para coibir o que já é proibido pela constituição, é proibido por lei federal e tema de uma Súmula Vinculante do STF. Mesmo assim, os gestores continuam praticando e a justiça não faz nada. Vergonha!

Resumo da Semana em 4 linhas

– O PDT de Balneário Camboriú, deixou o governo enquanto mamava no poder público. Mamando por mais de 4 anos, o PDT anunciou a saída do governo, antes mesmo de exonerar os cargos indicados na prefeitura. É fácil querer ser oposição assim.

– Edson Piriquito deve ir para o PSB ou PDT. O namoro com os brizolistas existe faz algum tempo. O PSB na cidade já é dele. Piriquito é esperto, se ele pretende entrar na ALESC ano que vem, vai precisar de uma legenda mais baixa. Disputar cadeira com os “grandões” do MDB, é tempo perdido.

– Evaldo Hoffmann foi para a merecida reserva, depois de 33 anos dedicados à PMSC. Descansa, Coronel. Passa longe desse negócio de política. Vai viajar e conhecer o mundo. Ta na hora de curtir.

– O sensacionalismo feito em cima do caso da FG Big Wheel, foi deprimente. Foi uma fatalidade, um erro grave, um erro humano que, com certeza, não acontecerá mais. O problema foi a maneira que replicaram isso. 350 mil pessoas passaram pelo local, mas um único incidente é o bastante para ver os boca aberta xingar até a cidade.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista