Ácido Úrico – Balneário Camboriú amplia idades de vacinação

Publicado por em 24/05/2021

Depois de um aumento de casos no início da semana passada, em reflexo aos aglomeros do dia das mães, o número de casos em Balneário Camboriú caiu no fim de semana e subiu de novo nesta segunda-feira. Junto, a saúde anunciou a ampliação da vacinação para pessoas acima de 30 anos com comorbidades. Nós agradecemos.

Vacinação 30+

Chegou a hora das pessoas com comorbidades, com mais de 30 anos, se vacinar contra a COVID-19. No ápice dos meus 37 anos e fazendo parte do grupo de risco, fico feliz pela evolução. Tranquiliza, traz paz e esperança de dias melhores. O único problema neste momento é ter que fazer uma consulta com um médico para pegar um “atestado de gordo”. Não entendo ter que pegar um atestado para comprovar obesidade, mas seguimos a burocracia em busca da imunização.


5
mil pessoas em festa clandestina

A PM terminou na base do “pipoco” um baile funk com mais de 5 mil pessoas que acontecia em Florianópolis. A situação é revoltante. Estamos há mais de um ano nos defendendo, nos protegendo, perdendo amigos e parentes, lutando dia a dia para se esquivar deste vírus maldito, para ver situações como esta. Esse povo não tem família? Não tem pai e mãe? Não respeitam a própria vida? Nada de empatia! É revoltante!

E a COSIP continua abandonada?

Os fios continuam pendurados nos postes, as lâmpadas continuam queimadas, as coisas continuam iguais no que diz respeito a iluminação pública em Balneário Camboriú. Ai o novo gestor, que seria o salvador da pátria, continua passeando, igual ao antigo. Recebi na tarde de hoje que Toni Fausto, atual gestor da COSIP, acompanhando uma visitação do CREA na obra do alargamento. Mas essa é a atribuição do gestor da COSIP? Acompanhar visita técnica em obras do planejamento? Se fosse para ter um gestor que não resolvia nada e ficava só batendo perna dando pitaco em obra, que deixassem o Vladimir. Parece que trocou 6 por meia dúzia.

A novela do calçadão da Central

Cresci nesta cidade e lembro da minha infância quando o calçadão ainda tinha trânsito de carros. Lojas como Darpe, Strassburguer Calçados, Casa da Sogra e várias outras lojas que marcaram história naquele local. Morei em 2000 no Ed. Whashington, tomei drinks nos barzinhos e joguei muito fliperama. Neste tempo todo, vi vários projetos serem prometidos para o Calçadão, inclusive um que foi pago e feito pela metade. Até aquele lance com cobertura, todos idealizados pelo poder público. O último anúncio, seria feito pela iniciativa privada, ligando a rua 11, 10 até a 51. Pensei que a coisa iria andar, mas continua igual. Quase 3 anos se passaram e a situação continua igual, ou pior. Agora, além do desleixo que se encontra o local, tem o agravante de salas comerciais fechadas, pedintes, drogados, bêbados e o completo abandono. A reforma, nada. E assim seguimos tudo como dantes.

Dengue em situação de Emergência em Camboriú

O prefeito Elcio Rogério Kuhnen (MDB) declarou situação de emergência na última terça-feira (18), por conta da situação da dengue na cidade. Há na cidade 991 focos do Aedes Aegypti e 100 casos da doença. Acredita-se que o número de casos pode ser até maior, visto que aguardam resultados de novos exames. Os bairros que mais possuem focos da doença são: Monte Alegre, Tabuleiro e o centro da cidade. A cidade está na fase de transmissão sustentada, ou seja, o vírus da doença já circula “livremente”.

O que chama atenção é que poucos veículos de comunicação falaram do assunto. Nem mesmo a prefeitura deu um pio sobre a situação. O poder público municipal declara emergência, por uma situação que pode se tornar uma epidemia a qualquer momento, e ele mesmo não fala absolutamente nada sobre o assunto? Maquiar informação para ficar “bonito” e brincar com a saúde pública? É sério isso?


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista