Alargamento da faixa de areia: tubulação começa a ser distribuída pela orla da Praia Central

Publicado por em 04/05/2021

As obras de alargamento da faixa de areia da Praia Central entraram em uma nova fase nesta semana com o início da distribuição da tubulação ao longo da orla. Inicialmente dois trechos da praia serão impactados com a colocação dos tubos, um que vai da Rua 1501 até a Avenida Alvin Bauer, e outro, que vai da Rua 3300 até a Rua 3700.

No primeiro trecho de areia (entre a Rua 1501 até a Avenida Alvin Bauer), serão colocados os tubos ainda não soldados, de 12 metros cada. Eles serão colocados em doze pilhas de 15 tubos, sempre evitando a colocação em frente dos quiosques. Eles serão transportados com uma máquina pá carregadeira, escoltada por uma caminhonete branca com giroflex e acompanhada por equipe na praia comunicando e alertando os banhistas.

Tubos que atualmente estão na região do Pontal Norte serão distribuídas pela praia Central/Foto: PMBC

Os tubos já soldados, de 24 metros, não serão empilhados. Eles serão estendidos ao longo da praia no trecho que vai da Rua 3300 até a Rua 3700, onde, posteriormente, cada conjunto será soldado aos outros até a formação de uma única tubulação de 1,5 km. Como são mais pesados e compridos, estas tubulações de 24 metros serão transportadas por um trenó (carreta) com 36 pneus puxada por um trator, com os mesmos cuidados na escolta.

Após a soldagem, a tubulação de 1,5 Km será empurrada para o mar, sendo que uma das pontas vai ser puxada por um rebocador até o meio da enseada, na parte mais funda, formando o duto principal que fará a dragagem da areia nova até a praia.

Uma vez vencida esta etapa, e feitos todos os preparativos, a draga Gerardus Mecatur, a maior draga em operação na América Latina no momento, chegará à jazida de areia que fica a 15 km da costa e começará o processo de preenchimento da praia. Esta draga tem capacidade de 18 mil metros cúbicos de areia em sua cisterna, mas nesta obra de Balneário Camboriú, cada viagem trará 10 mil metros cúbicos. A redução no volume de areia por viagem se faz necessária pela pouca profundidade da enseada. Pelos cálculos dos engenheiros serão quatro descargas da draga por dia.

Na praia, homens e máquinas farão o trabalho de espalhar a areia nova, que, no primeiro momento será escura, mas à medida que vai secando ficará branca.

O preenchimento começa defronte à Rua 3300 e será feito em direção à Barra Sul, em trechos que serão interditados ao acesso público. Quando completar este lado, toda tubulação utilizada na praia será removida e começará o preenchimento em direção ao Centro até a altura da Rua 2200. Neste ponto, a tubulação que traz a areia da draga até a praia será flutuada e removida a ponta que fica em terra até o trecho de praia diante da Rua 2200, começando em seguida a dragagem daquele ponto em direção ao Pontal Norte, até completar o preenchimento de toda praia.

A previsão para término desta obra de preenchimento é final de setembro deste ano.


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista