Ácido Úrico – Boca Fechada não entra mosca

Publicado por em 07/04/2021

Tem gente perde as oportunidades de ficar calado. Já dizia Abraham Lincoln, “É melhor calar-se e deixar que as pessoas pensem que você é um idiota do que falar e acabar com a dúvida.”.

Interesse repentino

O vereador Omar Tomalih protocolou um pedido de informação para a prefeitura apresentar todas as avaliações feitas pela COMUMVAL em 2020 e 2021, apresentando dados dos imóveis, DICs e valores das avaliações. É intrigante esse interesse repentino do parlamentar no assunto. Ainda mais pelo fato de que, enquanto presidente, tramitaram pelo menos 27 projetos de desapropriações e desafetações, com avaliações feitas pela comissão. Em nenhuma das vezes o parlamentar demonstrou esse interesse.

Interesse?

Omar, que anda bem sumidinho e sem expressão legislativa nenhuma, parece que anda querendo “intizicar” alguém. Lembro que em 2019 e 2020, toda vez que aparecia um projeto importante na pauta, coincidentemente uma indicação do vereador era nomeada no executivo. Mas claro, deve ser só coincidência. Não entendo a preocupação do vereador com as avaliações feitas por um corpo técnico e especialista no assunto. Comissão essa com muito mais credibilidade que a empresa de engenharia contratada por compra direta e que atestou em laudo que a estrutura da Câmara estava prestes a cair. O contrato com a empresa da reforma ainda rende na justiça, já passou até ciclone bomba e a estrutura segue intacta.

Telhado

Depois de contratar algumas obras na câmara, acho que Omar passou a se preocupar com dinheiro público. Inclusive a reforma do telhado, licitada a pouco mais de R$ 384 mil reais, que resolveu o problema, mas no fim das contas custou mais de R$ 570 mil. Será que custou tão caro por causa do engenheiro mecânico exigido no edital? Ainda fico com a dúvida do porque um engenheiro mecânico.

De boca fechada é um poeta

O ex-tudo Leonel Pavan usou as redes sociais para criticar que a vacinação estaria “atrasada” em Balneário Camboriú. Junto com ele, um jornal alegou que estava “empacada” nos 67 anos. Com total falta de conhecimento, e com um pouco de maldade, o ex-tudo poderia usar o alto alcance das suas redes para cobrar que o Governo Federal e Governo do Estado envie mais doses, pois é só isso que desacelerou as aplicações na cidade. Pior de tudo foi comparar com Camboriú, que tem praticamente a metade da população de Balneário Camboriú, e a diferença entre o que o IBGE diz que tem e o que realmente tem, é muito menor. Mas isso o senhor, aspirante a comediante, não procurou se informar.

Ajuda Econômica?

Continuando no setor “maldades”, a mídia e alguns vereadores distorceram o real intuito de um projeto que tramita na casa legislativa da cidade para atacar o governo. Chamando de “ajuda econômica”, juntos, fizeram a população, que não costuma ler e se informar, se revoltar contra a prefeitura. A imprensa distorcer, até entendo, afinal muitos opinam de acordo com a cara do cliente. Mas vereadores fazerem o mesmo e pregar a desinformação, fala muito mais sobre os vereadores do que sobre o projeto. Afinal, mostra que eles sequer leram. A verdade é que o projeto visa aumentar o parcelamento e o prazo para pagamento das outorgas onerosas. Sem desconto, sem abatimento, sem benefício e apenas aumento do prazo, que no fim das contas continua a mesma coisa.

Na mesma

O setor que hoje emprega mais de 6 mil pessoas, tem que pagar as outorgas no processo de aprovação do projeto. Muitas vezes isso acontece anos antes de iniciar a construção. Ou seja, a construtora paga sem nem saber se vai construir. No fim das contas dá na mesma, dentro de um cenário onde o mercado da construção civil mais perdeu do que ganhou. Mas já é alguma coisa.

E nesse caso, quem usa a maldade para criar polêmica, tem que ficar de boca fechada, pois além de dar gastos ao contribuinte ainda querem incomodar quem gera emprego.

O que deu?

E segue a pergunta: Como anda a investigação do ataque hacker na prefeitura?


Opnião dos Leitores

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista