Mudança de patamar na saúde pode alterar retorno às aulas

Publicado por em 28/10/2020

As escolas particulares de Balneário Camboriú retomaram as aulas presenciais, após a mudança da matriz de risco para o Coronavírus ao patarmar amarelo, ou seja, risco alto de contágio na região. Essa qualificação, habilita o retorno às aulas conforme determina o decreto estadual.

A matriz mudou novamente para laranja, com isso é possível que as aulas sejam canceladas. Há dois meses do término do ano letivo, a internet se tornou meio da realização das aulas. Em Balneário Camboriú, servidores e pais afirmam que a rede pública não dispõe de estrutura para o retorno das atividades.

Ao Bote a Boca no Trombone, nesta quarta-feira, a servidora Denize Pinheiro Carneiro se manifestou quanto ao retorno.

“Em primeiro lugar quero que fique bem claro que não se trata de voltarmos à trabalhar, mas sim como esta acontecendo. Sou servidora pública lotada na secretária de Educação. Faz poucos dias foi formada a comissão de contingência ao Covid 19 pelo município e através desta foi formada comissões nos CEMs e NEIs, para que nós nos adequarmos a nova realidade da volta, baseado em Diretrizes Sanitárias. Nestas a vários itens dos quais um fala em voltarmos com segurança, com EPIs adequados para que não ocorra um índice maior de contaminação, mesmo sem crianças estamos atendendo pais para rematrícula , outros profissionais que adentram a creche etc”, destaca a servidora da educação.

RELEMBRE A DECISÃO REGIONAL

Prefeitos das onze cidades da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí Açu (AMFRI) decidiram, no dia 7 de outubro, pelo não retorno das aulas presenciais na região. O Litoral Norte de Santa Catarina é a terceira região no estado com o maior número de matrículas. No dia da decisão unanime entre os líderes dos executivos, a situação da matriz de risco estava em laranja, ou seja, risco grave.

AUMENTO DE CASOS

Nos últimos dias relatórios de Balneário Camboriú, Camboriú e Itajaí apresentam aumento significativo de casos de infectados. Com isso, é possível que a região que ainda conta com oito cidades, retornando a matriz de risco de cor laranja, mudem as flexibilizações e também as decisões à cerca do retorno das aulas presenciais.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista