Alargamento da Praia Central: empresas interessadas são consideradas inabilitadas

Publicado por em 16/09/2020

O alargamento da Praia Central de Balneário Camboriú segue sem data definida. As quatro empresas e consórcios foram consideradas inabilitadas pela comissão permanente de licitação. O secretário de Compras, Samaroni Benedet, afirma que em relação a competência técnica das empresas, não há nenhuma dúvida. “São documentos específicos exigidos”, explica. Agora, as empresas participantes apresentaram recursos que seguirão para o julgamento do secretário. A licitação, estimada em R$ 85 milhões, é a maior da história de Balneário Camboriú.

Segundo o secretário, a licitação ainda não acabou e algumas diligências estão sendo executadas. “Se eu constatar que houve alguma irregularidade, ou alguma interpretação divergente do que as diligências comprovarem, eu posso então, promover a reforma da decisão e fazer a licitação prosseguir no certame, ” explica. Após a reavaliação, a expectativa é que a decisão final ocorra nos próximos dias. “Só então saberemos se essa licitação procede ou se teremos que refazê-la”, complementa.

A licitação do alargamento está na fase de habilitação. Após isso ocorre a abertura da proposta de preços. O orçamento da obra é de R$85 milhões. O Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE) deverá também analisar a proposta.

Além disso, é aguardada a Licença Ambiental de Instalação (LAI) fornecida pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA).


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista