VEREADORES PEDEM REABERTURA DO CASO MEDEIRINHO

Publicado por em 31/07/2020

Não satisfeitos com o arquivamento do processo de cassação do vereador Asinil Medeiros (PL), os vereadores Lucas Gotardo (NOVO), e Patrick Machado (PDT), solicitam a reabertura do caso. Em março, a Comissão Processante entendeu que o prazo do processo já havia passado e decidiram pelo arquivamento do caso. O vereador Lucas Gotardo acredita que todos os vereadores deveriam ter tido a oportunidade de fazer o julgamento da situação. “Infelizmente, o caminho foi outro. Por isso, decidimos pedir a reabertura do processo”, explica.

O pedido de abertura segue para a comissão de ética para ser analisado. “Caso a comissão aceite a denúncia, o plenário terá que votar novamente e uma nova Comissão Processante é escolhida”, comenta Gotardo.

A previsão é que o pedido seja lido em sessão plenária, já na próxima semana.

Entenda o caso

A Operação 30 Graus investigou agentes públicos suspeitos de venderem alterações no Plano Diretor em troca de propina. No final de 2019, o vereador Asinil Medeiros foi condenado em 1ª instância a dois anos e oito meses de prisão. Os demais edis foram absolvidos por falta de provas. O Conselho de Ética decidiu analisar o caso pontual de Medeiros. Entretanto, com o início da pandemia, em março de 2020, a presidência da casa publicou portaria suspendendo os prazos de CPIs e das Comissões Processantes.

No dia 14 de abril, o presidente Omar Tomalih afirmou verbalmente em sessão plenária, que os prazos teriam sido retomados. No entanto, isso só seria oficializado em uma nova portaria (3039), em junho. A defesa de Medeiros aproveitou essa oportunidade e protocolou petição alegando fim do prazo para a Comissão Processante encaminhar a denúncia.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista