Advogado acusado de feminicídio deve ser expulso da OAB

Publicado por em 15/08/2019

O advogado Paulo Carvalho de Souza, de 42 anos, acusado de ter matado a facadas a namorada, a também advogada Lucimara Stasiak, de 29 anos, no mês de abril em Balneário Camboriú deve ser expulso da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O processo que trata da suspensão do direito do advogado de exercer a profissão foi elaborado e tramita na OAB do Paraná. O caso segue agora para Santa Catarina onde será dada a decisão.

“O processo no âmbito da OAB é um pouco diferente, as subseções instruem e opinam sobre determinado fato. Cabe ao Tribunal de Ética e Disciplina definir as questões de forma definitiva. Cabe recurso, mas é o Tribunal que estipula a decisão” explica o presidente da OAB de Balneário Camboriú, Shames André Pietro de Oliveira.

Tribunal de Ética e Disciplina se mensalmente e deve analisar o pedido no próximo mês.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Faixa Atual

Título

Artista