+ DE UM MILHÃO DE AMIGOS

 

Notícias

Esporte

06/07/2018 Voltar

Brasil e Bélgica fazem o confronto da melhor defesa contra melhor ataque

Chegou a hora, não tem para onde correr. Sexta-feira e a Copa do Mundo terá o nosso Brasil maravilhoso em campo. E a coisa promete ser complicada. Se em 2002 nós encaramos a Bélgica nas oitavas, neste ano vai ser nas quartas. No último encontro, alegria verde e amarela e vitória por dois a zero. Agora, na Rússia, as seleções volta a ficar frente a frente na Arena Kazan, 16 anos após o último encontro em Copas.

As duas equipes chegam ao duelo com um equilíbrio muito grande. Será o encontro do melhor ataque contra a melhor defesa, jogo que representa a luta pela volta da hegemonia contra os que querem entrar para a história, já que a Bélgica nunca ganhou um título com sua seleção principal.

Sob o comando do técnico Roberto Martinez, os belgas tem 24 jogos, incluindo os da Copa do Mundo. São 18 vitórias, 5 empates e apenas uma derrota.

E a já conhecida geração belga, que conta com jogadores como De Bruyne, Hazard e Lukaku, tem mostrado que a especialidade da casa não se limita à chocolates e cervejas. A Bélgica tem o melhor ataque da Copa, são 12 gols em quatro jogos. Nas 24 partidas sob o comando do técnico Martinez, o número salta para 76. O atacante Lukaku, inclusive, está na briga pela artilharia do Mundial com quatro gols, dois a menos que o inglês Harry Kane.

No entanto, o jogo ofensivo abre brechas para contra-ataques dos adversários. Os belgas sofreram quatro gols na Copa, sendo que dois deles foram marcados pela fraca seleção da Tunísia. A defesa ainda foi vazada outras duas vezes contra o Japão, na partida das oitavas.

Se do lado de lá esse problema ainda precisa ser resolvido, a seleção brasileira tem o equilíbrio como uma de suas virtudes. Sob o comando de Tite, a seleção não faz tantos gols quanto os belgas, mas também não deixa que os adversários marquem. Para se ter ideia, foram apenas seis gols sofridos e 54 marcados em 25 partidas. Na Copa, o Brasil sofreu apenas um, na estreia contra a Suíça, e marcou outros sete.

Para a partida, o técnico Tite tem como desfalque certo o volante Casemiro, que levou o segundo cartão amarelo na última partida e cumprirá suspensão. Fernandinho fica com a posição. Marcelo retorna ao time após sentir um espasmo no jogo contra a Sérvia e sequer entrou em campo contra o México.

De resto, o time não deve mudanças. A seleção canarinho deve ir à campo com Alisson no gol; Fagner, Thiago Silva, Miranda, capitão nesta partida, e Marcelo no setor defensivo. Fernandinho, Paulinho e Phillipe Coutinho formam o meio-campo, enquanto William, Neymar e Gabriel Jesus formam o ataque.

A bola começa a rolar às três horas da tarde, horário de Brasília.

Reportagem, Raphael Costa

agência do rádio mais

Envie sua notícia

Quero participar

Balneário Camboriú

Av. do Estado, 1555
Camboriú Work Center
Pioneiros - Balneário Camboriú/SC
CEP: 88331-900

(47) 2103.6000

Blumenau

Rua 7 de Setembro, 473
Centro - Blumenau/SC
CEP: 89010-201

(47) 2102.6500

Lages

Av. Luís de Camões, 1370
Coral - Lages/SC
CEP: 88523-000

(49) 3224.5574

TV Mocinha Balneário Camboriú

Av. do Estado, 1555
Camboriú Work Center
Pioneiros - Balneário Camboriú/SC
CEP: 88331-900

(47) 2103.6020